Envelhecido, Bom Dia Brasil da Globo perde prestígio e cede espaço a jornais locais

Chico Pinheiro no Bom Dia Brasil. Foto: Reprodução/TV Globo

Daniel Castro do Notícias da TV informa que, a partir do próximo dia 21, os telejornais locais da manhã de todas as 122 emissoras da Globo passarão a ter duas horas de duração. Ficarão no ar das 6h às 8h, tomando meia hora do Bom Dia Brasil. O telejornal de rede perdeu prestígio na casa, que considera seu formato engessado “velho” para os novos perfis da audiência.

A mudança foi anunciada na semana passada em email interno por Silvia Faria, número dois do Jornalismo da Globo. Com a medida, a principal rede do país se assume ainda mais popular e reage ao crescimento das afiliadas da Record e do SBT com jornalismo local nas primeiras horas da manhã. Na Bahia, a Globo já perdeu a vice-liderança para a Record e sacrificou o Bem Estar.

Oficialmente, a mudança foi justificada pelo reconhecimento do público ao jornalismo local que a emissora vem produzindo com títulos como o Bom Dia São Paulo e Bom Dia RJ, focados no trânsito, problemas que se enfrentam no dia a dia das grandes cidades, prestação de serviço e segurança pública.

A novidade é um duro golpe no Bom Dia Brasil, que completou 36 anos no dia 3. O jornal de rede já não é mais a principal vedete do telejornalismo global matinal. Perdeu o protagonismo que detinha até dezembro de 2014, quando a Globo lançou o Hora 1 (com duas horas de duração desde agosto passado) e ampliou os Bom Dia Praças em meia hora, das 6h às 7h30.

Segundo fontes do Notícias da TV, os números do Ibope e pesquisas qualitativas realizadas pela Globo indicam que não há mais futuro para um tradicional telejornal nacional matinal, com notícias requentadas da véspera.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!