Epidemiologista é espancado no Paraná ao alertar sobre riscos de aglomeração na pandemia

Epidemiologista é espancado no Paraná ao alertar sobre riscos de aglomeração na pandemia. Foto: Reprodução/Instagram

José Eduardo Mainart Panini é médico formado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e infectologista com residência médica no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP.

Ciente dos riscos na pandemia do novo coronavírus e na situação de colapso do sistema de saúde, José foi fazer um alerta sobre as vidas em jogo com a aglomeração nesse estágio de infecção e a segunda onda da covid.

Ele foi espancado em Toledo, no Paraná, justamente por dar essa mensagem.

Relatou esse crime e lamentável episódio no Instagram.

Leia:

“Na sexta-feira, após horas de reunião pra determinar o que seria ou não fechado, baseado num Decreto do Estado do Paraná. Já deixo claro, que baseado nos números não há mais nada a que fazer, senão as coisas só piorarão.

Ao alertar os riscos a pessoas conhecidas, a resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia.

Enfim pessoas assim que ajudaram situação chegar onde está! O desânimo não vem! E junto com eles temos muita coisa boa, progresso, vacinas e tudo que vai fazer sairmos dessa pandemia!

E aos trabalhadores da saúde muita força!”

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!