“Eriça os sentimentos e não colabora para harmonia dos Poderes”, diz Temer em relação aos ataques de Bolsonaro ao STF

Temer
Temer diz que ataque de Bolsonaro ao STF não é “útil”

O ex-presidente Michel Temer, afirmou que o novo ataque de Bolsonaro contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não é “útil”. O presidente acabou com a suposta trégua mediada por Temer após o 7 de Setembro.

Bolsonaro retomou nesta semana os ataques aos ministros Alexandre de Moraes e Luis Roberto Barroso. O chefe do Executivo vinculou a campanha do PT ao Palácio do Planalto, acusando os magistrados de cassar “liberdades democráticas” para favorecer a candidatura de Lula e acrescentou que Barroso entende de “terrorismo”.

“Quem é que esses dois pensam que são? Quem eles pensam que são? Que vão tomar medidas drásticas dessa forma, ameaçando, cassando liberdades democráticas nossas, a liberdade de expressão?”, disse o presidente, em entrevista a um site bolsonarista.

“Eles têm candidato. Os dois, nós sabemos, são defensores do Lula, querem o Lula presidente”, completou.

Hoje (13), Michel Temer disse à CNN Brasil, que “mencionar nomes não me parece que seja útil, é algo que eriça os sentimentos das pessoas e não colabora para harmonia dos Poderes”.

“Espero que o presidente, que há três meses não mencionava nomes de ministros do Supremo, leve em conta essa circunstância e possa voltar ao sistema que ele mesmo adotou nos últimos três meses”,  completou o ex-presidente.

Leia mais:

1- Casos de Covid no Rio dobram em algumas horas

2- Repórter é intimada por morador durante cobertura de incêndio

3- Gilmar Mendes será relator de processo do PT contra Governo sobre apagão de dados da Covid-19

Temer mediou trégua de Bolsonaro com o STF

Em setembro do ano passado, Temer sugeriu a Bolsonaro a redação de uma carta para dizer que os ataques e ameaças dirigidas especialmente a Alexandre de Moraes teriam uma trégua. O ex-presidente também mediou um telefonema entre o Bolsonaro e o ministro do STF.

“Fiz uma coisa modestíssima: colaborar com o cumprimento da Constituição Federal, que determina a harmonia entre os Poderes”, declarou Temer.  “O que se revelou naquele momento é que o povo está cansado dessas agressões violentas.”

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.