USP quadruplica número de estudantes negros e indígenas em 10 anos com cotas

Publicado em 25 janeiro, 2020 12:58 pm

Do G1:

A Universidade de São Paulo (USP) conseguiu quadruplicar o número de estudantes de graduação que se declaram pretos, pardos ou indígenas entre 2010 e 2019.

Dados consolidados sobre o perfil de calouros da USP obtidos pela TV Globo mostram que, no ano passado, o número de calouros negros ou indígenas chegou a 25,2% do total, contra uma participação que variou entre 5% e 6% em 2010, segundo informações aproximadas divulgadas pela Pró-Reitoria.

Em 2019, a instituição também conseguiu cumprir sua meta autoimposta de ter 40% de seus calouros oriundos de escolas públicas. Foi o recorde de participação dos alunos da rede pública, e um aumento de cinco pontos percentuais em relação à taxa registrada há cinco anos, em 2015.

Vinicius Santos Matos, de 22 anos, preenche os dois requisitos. Nesta sexta-feira (24), ele descobriu que foi aprovado para o curso de matemática aplicada na USP via Fuvest, na cota para estudantes de escola pública pretos, pardos ou indígenas.

(…)