Acusado de participar de chacina em 2015, PM é inocentado em júri popular

Publicado em 26 novembro, 2020 9:36 pm

Da Folha:

Victor Cristilder. Foto: Reprodução/Globo

O Tribunal do Júri de Carapicuíba, na Grande São Paulo, absolveu na tarde desta quinta-feira (26) o ex-policial militar Victor Cristilder Silva Santos, 35, único policial militar acusado de participar de uma chacina em agosto de 2015.

Essa série de assassinatos com ao menos seis vítimas, ocorrida dias antes da grande chacina de Osasco e Barueri em 13 agosto de 2015, com 17 mortes, ficou conhecida como pré-chacina.

De acordo com a sentença da juíza Camile de Lima e Silva Bonilha, os jurados responderam aos quesitos formulados e consideraram o réu inocente por negativa de autoria. Em outras palavras, o conselho de sentença considerou que ele não foi o responsável pela morte de um homem em 8 de agosto de 2015.

(…) Apesar de o ex-PM ter sido absolvido, ele continuará preso pela suposta participação das mortes ocorridas na grande chacina do dia 13. Ele chegou a ser condenado a 118 anos de prisão em 2018, mas sua sentença foi anulada a pedidos, inclusive do Ministério Público, em segunda instância.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!