Ao comparar dados sobre apreensão da maconha, Bolsonaro inaugura disputa eleitoral contra Moro

Publicado em 5 julho, 2020 11:12 am
Bolsonaro “atira” em Moro, em foto do Estadão, quando ainda tentavam enganar juntos a população brasileira

A considerar uma postagem de Jair Bolsonaro neste sábado, ele já está em campanha contra Sergio Moro, no campo da extrema direita.

Bolsonaro publicou um banner com dados que comparam a apreensão de maconha pela Polícia Rodoviária Federal entre maio e junho de 2019, quando Moro era ministro da Justiça, e maio e junho de 2020, já na gestão de André de Mendonça.

Segundo os dados, houve um aumento de 289%.

Na gestão de Moro, a PRF apreendeu 79 toneladas da erva. Na gestão de Mendonça, foram 217 toneladas.

A pergunta é: a guerra às drogas — sobretudo às “soft drugs” — resolve o problema da criminalidade?

Em nenhum lugar, resolveu.

Mas, na batalha pelo eleitorado de extrema direita no Brasil, talvez esses números tenham algum impacto. Certamente, têm. Não tivesse, Bolsonaro não teria iniciado a guerra contra Bolsonaro justamente no terreno da maconha.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!