Após denúncia, TCU pede explicações sobre licitação fracassada da Saúde para compra de insumos

Publicado em 13 janeiro, 2021 7:25 am

Do G1:

Imagem: SIPHIWE SIBEKO

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu pedir informações ao governo federal sobre a licitação para compra de seringas e agulhas pelo Ministério da Saúde para a futura vacinação contra a Covid-19.

O pedido tem como base uma denúncia, cujo autor é mantido sob sigilo. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (11), e os órgãos do governo foram comunicados nesta terça (12). O G1 procurou o Ministério da Saúde e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

Em dezembro, o ministério abriu licitação para o fornecimento do material. A pasta só conseguiu comprar, no entanto, 2,4% do total desejado. O pregão previa a compra de 331 milhões de seringas, mas 7,9 milhões foram aceitos. Os demais itens fracassaram porque as ofertas das empresas foram acima dos valores máximos previstos pelo ministério.

(…) Com base na denúncia recebida pelo TCU, o ministro Benjamin Zymler aceitou as recomendações da área técnica e decidiu questionar o Ministério da Saúde sobre a licitação.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!