Bolsonaro enviou fake news contra Rui Costa a Moro e mandou ministro investigar

Publicado em 24 maio, 2020 4:47 pm
Moro e Bolsonaro. Foto: Agência Brasil

Na Globo News, nova mensagens vazadas de diálogos no WhatsApp entre Moro e Bolsonaro.

O presidente enviou uma fake news para que o então ministra da Justiça investigasse o governador da Bahia por uma cascata sobre o Hospital Espanhol, em Salvador. 

O texto afirmava que um instituto que seria do senador Otto Alencar e do filho, o deputado federal Otto Filho, seria responsável por administrar o que é um centro de referência no combate ao coronavírus.

O fornecimento de quentinhas para o hospital seria de uma empresa da família do senador Angelo Coronel, presidente da CPMI das Fake News.

A fonte identificada na mensagem é “uma médica amiga” que teria estado em uma reunião da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) que tratou do assunto.

O secretário “Fábio Dantas” (o nome correto é Fábio Villas-Boas) teria falado com todos “com toda arrogância” que não havia problema de dinheiro.

A mensagem diz que por conta de irregularidades assim “o covid não vai acabar nunca”.

O governador Rui Costa comentou o caso: “Lamentável um presidente compartilhar e enviar notícia falsa a um ministro da Justiça. Esse fato pode ajudar no inquérito aberto pelo STF e na CPI das #FakeNews do Congresso, que buscam identificar e punir os responsáveis pelo esquema criminoso de divulgar mentiras e calúnias”.

Bolsonaro espera que a Polícia Federal e outros órgãos de estado não apenas o poupem, como trabalhem contra seus adversários.

O “sistema particular de informações” de que ele fala é mais parecido com o que aquela tia fascista espalha nas redes do que com o SNI. 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!