Bolsonaro fez 219 afirmações falsas ou distorcidas em 201 dias como presidente

Publicado em 22 julho, 2019 8:42 pm
Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sa/AFP

Do Diário de Notícias de Portugal.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro prestou 2054 declarações falsas ou distorcidas nos primeiros 184 dias do seu mandato, concluiu o site digital Aos Fatos, dedicada à verificação do rigor das informações divulgadas pelos media do país.

Esse resultado dá uma média diária de 1,1 declarações falsas ou distorcidas feitas por Bolsonaro entre a posse, a 1 de janeiro deste ano, e o dia 4 de julho.

Com verificações feitas semanalmente pelos jornalistas do Aos Fatos, algumas das “afirmações mais repetidas” por Bolsonaro e que carecem de rigor são “Nós devemos a nossa democracia às Forças Armadas” ou “Montamos nossa equipe [governamental] de forma técnica, sem o tradicional viés político…”.

Com vários observadores a apontarem semelhanças na ação política de Bolsonaro e Donald Trump, outra dessas afirmações dúbias foi: “Pela primeira vez em muito tempo, um presidente brasileiro que não é antiamericano chega a Washington.”

A mais recente afirmação questionável de Bolsonaro identificada pelo Aos Fatos foi no próprio dia 4 de julho: tendo o presidente dito que trabalhara “com nove, dez anos de idade na fazenda” da família, o site comparou-as com declarações em sentido contrário feitas em 2015 pelo seu irmão Renato.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!