Apoie o DCM

Câmara de Porto Alegre transforma 8 de janeiro no “Dia do Patriota”

Ataques de bolsonaristas radicais em Brasília no dia 8 de janeiro
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre (RS) transformou o 8 de janeiro no “Dia do Patriota”. A proposta foi promulgada no dia 7 de agosto pelo presidente da Casa legislativa, Hamilton Sossmeier (PTB). O projeto de lei, proposto pelo vereador Alexandre Bobadra (PL), mesmo partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, não explica o motivo da escolha da data do ataque terrorista em Brasília.

“Fica incluída a efeméride Dia Municipal do Patriota no Anexo da Lei nº 10.904, de 31 de maio de 2010 – Calendário de Datas Comemorativas e de Conscientização do Município de Porto Alegre –, e alterações posteriores, no dia 8 de janeiro”, diz a lei promulgada pela Câmara Municipal.

A proposta foi analisada somente por comissões da Casa e não passou pelo plenário. Ela seguiu para sanção do prefeito Sebastião Melo em junho, mas não houve manifestação do Executivo a tempo e a lei foi promulgada por Sossmeier.

Na proposição do projeto, Bobadra afirmou que o país enfrenta um “processo de extinção do patriotismo” que visa “derrubar todos os símbolos que remetem à cultura brasileira”. O texto cita ainda uma culpa de “ntidades globalistas” e da “cultura militante”.

Bobadra teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no último dia 15. Ele foi condenado por abuso de poder econômico nas eleições de 2020.

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clique neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link