Chile inicia debate para descriminalizar aborto

Publicado em 13 janeiro, 2021 8:01 pm

Do Correio Braziliense

Foto: CLAUDIO REYES / AFP

Santiago foi palco de protestos pacíficos liderados por mulheres que exigiam a legalização do aborto, nesta quarta-feira (13), dia em que o Congresso iniciou a discussão sobre a descriminalização da interrupção da gravidez até 14 semanas.

Os protestos se concentraram no centro da capital chilena, onde mais de 200 mulheres se reuniram nos arredores do palácio do governo, La Moneda. Elas usavam lenços verdes, símbolos da resistência feminina que se espalhou pela América Latina em defesa dos direitos sexuais e reprodutivos.

“Aborto livre, seguro e gratuito”, lia-se nos lenços das manifestantes, que também realizaram a performance “Um estuprador no seu caminho”, popularizada mundialmente pelo coletivo chileno Las Tesis.

O Chile era uma das poucas nações que não permitia a interrupção da gravidez em hipótese alguma, depois que o ditador Augusto Pinochet a proibiu no último ano de sua ditadura (1973-1990). (…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!