“Com mais duas medalhas, sossego”, diz Isaquias, recordista brasileiro na Rio-2016

Publicado em 31 julho, 2021 9:02 pm

Após conquistar três medalhas nas Olimpíadas do Rio-2016, Isaquias Queiroz pode igualar os maiores medalhistas do Brasil na história dos Jogos: os velejadores Robert Scheidt e Torben Grael, ambos com cinco.

Uma das provas em que o canoísta obteve sucesso há cinco anos, na Rio-2016, a canoa individual de 200 metros saiu do programa olímpico.

O baiano de Ubaitaba inicia sua participação a partir das 22h05 deste domingo (1º), nas eliminatórias da prova de 1.000 m da canoa em dupla (C2). As quartas de final ocorrem no mesmo dia. Semifinais e final, no dia seguinte.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!