Covas adia para 12 de abril decisão sobre aulas presenciais em São Paulo

Publicado em 1 abril, 2021 12:31 pm

Do UOL

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Foto: Reprodução/Instagram

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), autorizou a retomada das aulas na forma presencial na rede pública e privada a partir do dia 12 de abril, desde que não seja prorrogada a fase emergencial do plano São Paulo do governo do estado. A informação foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Município.

A suspensão das aulas presenciais foi anunciada por Covas em 12 de março, diante de um aumento progressivo de internações e novos casos de covid-19, que causaram um colapso no sistema de saúde. Logo depois, o tucano antecipou feriados e mudou o rodízio de veículos, numa tentativa de reduzir a circulação nas ruas.

O governo de São Paulo prorrogou a fase emergencial do Plano São Paulo até o dia 11 de abril. Na fase emergencial todos os serviços não essenciais ficam fechados e há uma espécie de toque de recolher a partir das 20h. A atual fase não deverá ser renovada.

Para liberar o retorno às atividades presenciais após o período de restrição, Covas argumentou que a educação já foi elencada como serviço essencial pelas administrações municipal e estadual. (…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!