CPMI das fake news quer ouvir agências digitais da campanha de Bolsonaro

Publicado em 17 setembro, 2019 7:26 am
Jair Bolsonaro | Mauro Pimentel/AFP

Da Época:

A deputada Luizianne Lins, do PT do Ceará, apresentou sete requerimentos à CPMI das Fake News para ouvir representantes legais das agências de marketing digital Quickmobile, Croc Services, Kiplix, Deep Marketing, SMS Market, AM4 e Yacows, suspeitas de estarem direta ou indiretamente ligadas ao envio massivo de mensagens para o WhatsApp no período eleitoral, para beneficiar a campanha de Jair Bolsonaro.

(…)

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!