Crítico do isolamento social e defensor da cloroquina, senador Arolde de Oliveira morre vítima da covid-19

Publicado em 21 outubro, 2020 9:41 pm

O senador Arolde de Oliveira (PSD), um dos apoiadores de Jair Bolsonaro, morreu nesta quarta (20), vítima de complicações geradas pelo coronavírus.

Arolde criticou o isolamento social durante a pandemia e defendia o uso da cloroquina para tratar pacientes diagnosticados com a doença.

No Twitter, o perfil oficial do senador foi atualizado pela assessoria do parlamentar:

“Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori”.

Oliveira tinha 83 anos e estava internado desde o dia 5 de outubro.

Sua eleição veio na esteira da onda bolsonarista numa campanha em dobradinha com Flávio Bolsonaro. Arolde foi deputado federal por nove mandatos.

Ele foi engenheiro formado no IME (Instituto Militar de Engenharia), estudou desde o ensino fundamental em instituições de ensino militares e é um apoiador de primeira hora de Jair Bolsonaro.

Seu primeiro suplente, que deve assumir o mandato, é o advogado Portinho, de 46 anos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!