Diretor do Butantan pede que Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender CoronaVac e ajude na negociação com a China

Publicado em 19 janeiro, 2021 4:35 pm
O diretor do Instituo Butantan Dimas Covas Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

Do G1.

 O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, cobrou do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ‘dignidade para defender a vacina CoronaVac‘ e agilidade do Itamaraty para viabilizar a vinda de matéria-prima da China para dar continuidade à produção do imunizante contra a Covid-19. A fórmula é a única sendo aplicada até o momento na população brasileira.

A declaração foi dada na manhã desta terça-feira em um evento em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, que também teve a participação do governador João Doria (PSDB)

“Se a vacina agora é do Brasil, o nosso presidente tenha a dignidade de defendê-la e de solicitar, inclusive, apoio, pro seu Ministério de Relações Exteriores na conversa com o governo da China. É o que nós esperamos”, disse Dimas Covas.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!