Em nota ao DCM, MPF diz por que não foi a Espanha ouvir Tacla Durán

Publicado em 3 setembro, 2018 1:53 pm

Nota do Ministério Público Federal no Paraná sobre a reportagem “Exclusivo: Documentos revelam que MPF pediu para ouvir Tacla Durán na Espanha, mas desistiu”, publicada pelo DCM:

“No segundo semestre de 2017, após a fuga de Rodrigo Tacla Duran para a Espanha, a Força-tarefa Lava Jato formalizou pedido de cooperação internacional com a finalidade interrogá-lo em território espanhol. Antes que o ato pudesse ser realizado, contudo, Rodrigo Tacla Duran manifestou expressamente às autoridades espanholas que não prestaria declarações às autoridades brasileiras, socorrendo-se de seu direito de permanecer em silêncio na condição de investigado. Por este motivo, não houve o deslocamento dos procuradores até a Espanha.”

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!