Era Bolsonaro: Laudo do MPF aponta que queimadas foram usadas para aumentar áreas desmatadas

Publicado em 17 setembro, 2019 12:05 am
Queimadas têm atingido a região da Amazônia

Reportagem de Isadora Peron no Valor Econômico informa que um laudo produzido a pedido do Ministério Público Federal (MPF) apontou que há um forte indicativo de que as queimadas na floresta Amazônica estão sendo usadas para expandir áreas já desmatadas.

De acordo com a publicação, segundo o estudo, produzido após solicitação da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do órgão, um terço das áreas de desmatamento ilegal identificadas pelo projeto Amazônia Protege foram alvo de queimadas em 2019. Para produzir o estudo, os peritos do MPF cruzaram as coordenadas das áreas de desmatamento ilegal já mapeadas pelo Amazônia Protege com as imagens do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrando focos de calor.

O laudo mostra que o fogo vem sendo utilizado para consolidar ou expandir áreas de desmatamentos mais antigos. “A presença de focos em áreas alvo do Amazônia Protege é um forte indicativo que estas estão em processo de ‘limpeza’ para utilização e expansão”, diz o MPF, completa o Valor.