Fiesp vira puxadinho de Jair Bolsonaro em São Paulo

Publicado em 14 fevereiro, 2020 7:01 am
Paulo Skaf entre Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, e o presidente Jair Bolsonaro Foto: Divulgação / Isac Nóbrega/PR

De Silvia Amorim no Globo.

Pelo entra-e-sai de ministros, o prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) está assumindo um jeitão de “escritório informal” do governo Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira, dois dos mais importantes titulares da equipe de Bolsonaro — Paulo Guedes (Economia) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura) — por pouco não se esbarraram nos corredores da entidade.

Desde o início do atual governo, pelo menos 12 dos 20 ministros de Bolsonaro já estiveram na Fiesp para fazer reuniões, receber homenagens ou participar de encontros com empresários. Entre eles, Sergio Moro (Justiça), Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Damares Alves (Direitos Humanos).

A lista é maior se considerados os titulares que passaram pela entidade na condição de acompanhante em visitas de Bolsonaro ou do vice Hamilton Mourão. Ambos já estiveram duas vezes cada um na sede da Fiesp na Avenida Paulista. Em 2018, último ano do governo Michel Temer — também aliado de Paulo Skaf, presidente da entidade —, a Fiesp recebeu para eventos sete ministros.

(…)