Funcionários de Maduro desertam na Embaixada da Venezuela em Brasília

Publicado em 13 novembro, 2019 7:48 am
Maduro e Guaidó

De Daniel Rittner no Valor Econômico.

Um grupo de funcionários da Embaixada da Venezuela em Brasília “desertou” do governo Nicolás Maduro e permitiu, pela primeira vez, a entrada de um enviado do presidente autodeclarado Juan Guaidó na representação diplomática.

Tomás Alejandro Silva, ministro-conselheiro da embaixada nomeado por Guaidó, teve o acesso liberado de forma inédita nesta manhã. Outros funcionários leais a Maduro, como o atual adido militar, se dirigiram imediatamente então à embaixada e o clima é de confusão, segundo fontes.

O Palácio do Planalto e o Itamaraty, em meio à cúpula dos Brics que se inicia nesta quarta-feira, foram acionados. A Polícia Militar do Distrito Federal está na porta, mas não pode fazer nada porque se trata oficialmente de território estrangeiro.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!