Governo incorre em novo crime de responsabilidade ao desobrigar vacina contra covid-19

Publicado em 1 setembro, 2020 5:16 pm

Depois de boicotar medidas de prevenção como o isolamento social, prática adotada em quase todos os países para impedir o surto de coronavírus, Bolsonaro agora prega contra a vacina, ainda que seu governo tenha tomado a providência de adquirir os insumos.

No cercadinho do Palácio do Alvorada nesta semana, respondeu a uma mulher sobre o assunto, e disse que ninguém pode obrigar ninguém a ‘tomar vacina’.

Nesta terça, a Secretaria de Comunicação do Governo dobrou a aposta e veiculou a irresponsabilidade em forma de anúncio oficial.

Foi prontamente corrigida pelo professor Rafael Mafei, da Faculdade de Direito da USP, que lembrou um fato que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, insiste em não enxergar.

“Com quantos crimes de responsabilidade se faz um impeachment?”, pergunta o professor da USP.

LEIA TAMBÉM: “Bolsonaro é contra vacina não é de hoje”, diz ex-ministro Alexandre Padilha

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!