Governo vai desconcentrar publicidade

Publicado em 31 março, 2015 6:01 pm

Da folha:

A presidente Dilma Rousseff indicou nesta terça-feira (30) que o governo federal irá pulverizar a publicidade oficial entre mais veículos de mídia.

Na posse do seu novo ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, Dilma afirmou que a secretaria apoiará a “expansão das teias de opiniões, olhares e interpretações da realidade” no país com “critérios justos e corretos na veiculação dos seus serviços”.

“Em suas práticas a Secom respeitará sempre o direito de todos ao conhecimento e apoiará, nos marcos da nossa legislação, a expansão das teias de opiniões, olhares e interpretações de realidade à disposição dos brasileiros”, afirmou.

“[A secretaria] adotará o mais rigoroso cuidado em relação à veiculação de informação pública e a publicidade oficial. Em respeito aos brasileiros de todas as camadas sociais e culturais, e de todos os pontos do país, adotará critérios justos e corretos na veiculação dos seus serviços”, completou a presidente.

Edinho será responsável por controlar diretamente uma verba publicitária próxima a R$ 200 milhões ao ano.

Dilma pretende manter os gastos com órgãos de mídia sob a guarda da secretaria, que tem status de ministério e também cuida da relação do governo com a imprensa e de sua comunicação interna e externa.

(…)

Dilma também elogiou seu futuro ministro e agradeceu ao trabalho prestado por Traumann. “Ao fazer minha escolha, identifiquei em Edinho uma profunda experiência e uma capacidade de relacionamento cordial e produtivo e um conhecimento do papel da imprensa em uma sociedade democrática”, disse.

Tesoureiro da campanha à reeleição de Dilma, Edinho tomou posse como ministro da Secom em uma rápida cerimônia realizada no Palácio do Planalto na manhã desta terça. Ele foi nomeado por Dilma na última sexta-feira.

Antes mesmo da posse, Edinho participou da reunião de coordenação política comandada pela presidente nesta terça, com a presença de oito ministros, do vice-presidente Michel Temer e do assessor especial da Presidência, Giles Azevedo.

Segundo interlocutores, o petista prometeu que irá promover uma reunião com as assessorias de comunicação de todos os ministérios para afinar o discurso do governo.