Lewandowski dá à defesa de Lula acesso a documentos da operação Spoofing

Publicado em 10 junho, 2021 1:11 pm
Lewandowski tem perfil garantista, mais inclinado a ficar do lado dos direitos de réus e investigados
Imagem: Nelson Jr/STF

O ministro do STF Ricardo Lewandowski atendeu pedido da CGU (Controladoria-Geral da União) e deu à defesa do ex-presidente Lula o acesso a documentos da Operação Spoofing.

A operação investiga a invasão de hackers a celulares de membros da Operação Lava Jato.

A CGU quer acessar provas envolvendo o ex-auditor fiscal da Receita Federal, Roberto Leonel de Oliveira Lima, e a delegada de Polícia Federal Érika Mialik Marena, acusada de forjar depoimentos de delatores.

Em sua decisão, Lewandowski afirmou que a Constituição garante o direito de “receber dos órgãos públicos informações de seu interesse, ou de interesse coletivo ou geral […], ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade ou do Estado”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!