Líder do MBL é preso depois de dar baixaria na Câmara Municipal de SP

Publicado em 19 agosto, 2016 6:41 pm

Do repórter PEDRO ZAMBARDA:

 

O ativista Fernando Holiday, candidato a vereador pelo DEM e um dos dirigentes do Movimento Brasil Livre (MBL) de Kim Kataguiri, foi preso em flagrante na tarde desta sexta-feira (19).

Na companhia de um coleguinha, ele tentou agredir os presentes numa sessão de homenagem aos 90 anos de Fidel Castro na Câmara Municipal de São Paulo.

Holiday interveio no discurso do vereador Jamil Murad (PCdoB), gritando que era “membro do DEM” e “abaixo a ditadura castrista”.

Depois, tentou arrancar um banner. Houve confusão. A segurança da Câmara levou a dupla para a delegacia, onde Holiday fez um vídeo se orgulhando de alguma coisa que ninguém sabe muito bem o que é. Foram pedidos depoimentos por acusação de agressão e desrespeito de uma atividade oficial da cidade.

Não é a primeira vez que os membros do MBL se envolvem em baixarias públicas. Kim Kataguiri invadiu a festa de aniversário da deputada Maria do Rosário no final de 2015, em Porto Alegre, depois de uma caminhada de São Paulo até Brasília para tirar selfies com Jair Bolsonaro e Eduardo Cunha.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!