Maia manda deputada bolsonarista ‘calar a boca’ ao ser acusado de agir como ditador

Publicado em 24 janeiro, 2021 8:04 am
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fala à empresários da indústria, durante encontro sobre os ‘Diálogos da Indústria com o Congresso sobre os impactos das reformas estruturantes para o setor industrial’, na sede da Firjan
Tânia Rêgo/Agência Brasil

De Amanda Almeida na Coluna de Lauro Jardim no Globo.

Aliada de Arthur Lira, Soraya Santos tirou Rodrigo Maia do sério na reunião para definir o rito de eleição para a presidência da Casa. Reclamando de supostos atropelos, a deputada acusou Maia de agir como ditador, mesmo tendo o pai perseguido pela ditadura.

Poucas vezes, o presidente da Câmara foi visto tão exaltado. Dedo em riste, mandou a colega calar a boca e avisou que não repetisse o que havia falado. Assustada com a reação, Soraya silenciou.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!