Major acusado de quebrar cassetete na cabeça de estudante em protesto é preso em carro furtado

Publicado em 17 março, 2020 10:55 pm
Major Augusto Neto é acusado de quebrar cassetete na cabeça de universitário – Foto: Reprodução/ TV Anhaguera

DO G1

O major da Polícia Militar Augusto Sampaio de Oliveira Neto, que é acusado de quebrar um cassetete na cabeça do universitário Mateus Ferreira da Silva durante um protesto em Goiânia, foi flagrado na direção de um Jeep Renegade com registro de roubo e placa clonada, na BR-414, em Corumbá, região central de Goiás.

A advogada de defesa do major, Rosângela Magalhães, disse que o militar é vítima desta situação e desconhecia os registros de roubo e placa clonada do carro. A Polícia Militar de Goiás informou, por meio de nota, que o major foi conduzido “por estar conduzindo um veículo adulterado, produto de furto. O policial alegou ter comprado de terceiros e não ter conhecimento da procedência ilícita do veículo” (…).

Conforme o registro policial, o major declarou “estar com o carro de boa-fé, que ele foi envolvido em uma negociação de uma caminhonete Dodge/Ram e estava apenas como garantia de pagamento do restante da dívida”. Após o depoimento, ele foi liberado.

(…)

“Nós vamos instaurar o inquérito policial na delegacia de Abadiânia e vamos encaminhar o veículo para a perícia de identificação de chassis. Consta na ocorrência que é um veículo clonado e adulterado. Tão logo recebermos os trabalhos da perícia, vamos colher os depoimentos necessários, elucidar o caso e encaminhar ao Judiciário”, explicou o delegado.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!