Marqueteiro de campanha de Serra à presidência cobra na Justiça dívida de R$ 8 milhões do PSDB

Publicado em 26 fevereiro, 2014 9:35 am

 

O marqueteiro Luiz Gonzalez cobrou na Justiça, no início deste mês, uma dívida de R$ 8,7 milhões por trabalho que diz ter prestado à campanha de Serra à Presidência em 2010.

No comando do partido desde maio de 2013, Aécio não determinou o pagamento, o que levou Gonzalez a acionar a 2.ª Vara de Execução de Título Extrajudicial para tentar reaver o valor cobrado dos tucanos há quatro anos. Antes de Aécio, o PSDB era presidido pelo deputado Sérgio Guerra (PE), que também não autorizou.

O tesoureiro do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (MG), aliado de Aécio, se esquivou. “Quem está com esse assunto é o próprio Aécio”, afirmou. “É ele que está acompanhando desde o início essa questão. Tem que olhar com ele, mesmo”.

Aécio não comentou o assunto. Disse que ele está sendo discutido pelo diretor de Gestão Corporativa do partido, o ex-deputado João Almeida. Este, por sua vez, afirmou que a prioridade da sigla neste ano é a campanha à Presidência. “Não podemos paralisar o partido para atender a uma dívida do passado. Tem que continuar tocando. Tem uma campanha futura. O bom senso seria pagar depois da campanha”, diz Almeida.

 

SAIBA MAIS

ESTADÃO