Ministro da Justiça diz que soube do dossiê contra servidores antifascistas “pela imprensa”

Publicado em 31 julho, 2020 8:09 pm

Do UOL:

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça — Foto: Vera Lúcia Massaro/Alesp

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, disse hoje, ao entrevista à Jovem Pan, que soube pela imprensa da existência de um dossiê com informações sobre funcionários da segurança pública identificados como antifascistas.

Segundo o colunista do UOL Rubens Valente, que revelou o caso, a ação foi realizada pela Seopi (Secretaria de Ações Integradas), subordinada ao Ministério da Justiça, e reunia fotos e endereços de perfis nas redes sociais dos servidores e também de professores universitários críticos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Tomei conhecimento desse possível dossiê pela imprensa, não era algo que nós tínhamos de conhecimento no Ministério. Da minha pessoa e por questões até de sigilo, no que tange às atividades de inteligência, não posso confirmar nem negar a existência de qualquer relatório”, disse.

O ministro citou que a criação de relatórios é comum quando há a possibilidade de situações de risco e violência, como os eventos de Copa do Mundo, Olimpíadas e até em manifestações como as que aconteceram no pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!