Ministros do STF querem investigar delegada da PF que manipulou depoimentos para a Lava Jato

Publicado em 23 fevereiro, 2021 6:14 am

Da Coluna de Mônica Bergamo na Folha:

Procuradores da Operação Lava Jato: uma gang de caçadores (crédito: divulgação)

O ministro da Justiça, André Mendonça, foi questionado por ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a revelação de que a delegada Érika Marena, que coordenou investigações da Lava Jato, lavrou o depoimento de uma testemunha sem que ele tivesse ocorrido de fato. O ministro, ao qual a PF é subordinada, afirmou que averiguaria os fatos.

O procedimento de Marena foi revelado em diálogos entre os procuradores Deltan Dallagnol e Orlando Martello Júnior que foram hackeados.

Na conversa, Dallagnol disse que Marena poderia “sair muito queimada nessa” e que “pode dar falsidade contra ela”.

O Ministério Público Federal do Paraná afirma que o depoimento citado foi do delator Fernando Moura, que disse uma coisa à PF e depois negou perante a Justiça. “É natural que possa ter havido questionamentos e especulações, entre os procuradores, sobre terem havido todos os cuidados necessários na colheita do depoimento” pela PF, diz o MPF.

(…)

LEIA TAMBÉM: Marena participou de operação policial irregular nos EUA a mando de Moro

Erika Marena, a do caso do suicídio do reitor, vai para a equipe de transição de Bolsonaro

O que mais a delegada precisa fazer para ser presa?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!