Mourão garante que Petrobras vai manter política de preços mesmo com militar no comando

Publicado em 23 fevereiro, 2021 11:45 am

Da Folha

O vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, Hamilton Mourão, fala à imprensa, após a terceira reunião do colegiado, no Palácio Itamaraty em Brasília
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Um dia depois de a Petrobras registrar perdas de mais de 20% em suas ações por conta da interferência do governo Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão minimizou a queda de valor de mercado da empresa.

“Nos últimos 26 anos a Petrobras tomou oito tombos, e [ela] volta. ‘Easy go, easy come’ [fácil vai, fácil vem]. É isso o que vai acontecer, basta ficar muito claro que a troca do presidente [da Petrobras] não significa a troca na política de preços que é praticada”, declarou o vice, ao chegar em seu gabinete nesta terça-feira (23).

Ao final do pregão de segunda (22), as ações preferenciais (mais negociadas) da Petrobras fecharam em queda de 21,5%, indo a R$ 21,45. As ordinárias (com direito a voto) despencaram 20,47%, fechando em R$ 21,55. (…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!