Operação contra a milícia no Rio prende policial bolsonarista e cidadão de bem

Publicado em 9 julho, 2020 8:26 am
O miliciano Fernando Mendes Alves

Uma megaoperação feita pela Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro prendeu milicianos que atuam na  Zona Oeste do Rio, na manhã desta quinta (9).

O objetivo da ação era desarticular uma narcomilícia que marca presença nos bairros de Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena. O grupo é acusado de praticar crimes típicos de milicianos, como extorsão, ameaças e homicídios.

Dos 16 mandados de prisão, 5 já foram cumpridos até a publicação desta matéria. Os principais alvos da operação eram policiais militares. Um deles é o ‘Biro’, apelido de Fernando Mendes Alves, que foi preso enquanto trabalhava. O PM é apontado como o segundo na hierarquia miliciana.

Fernando é um grande fã de Jair Bolsonaro, mostrando que veste, literalmente, a camisa do presidente. Em suas redes sociais, é vista uma grande exaltação ao mandatário:

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo
Reprodução: Facebook

Também foi presa Ana Lúcia da Silva Alves, mãe de Gabriel da Silva Alves, o Biel, que é considerado o número três na hierarquia da milícia, que está foragido.

Já o principal alvo da operação, é Leonardo Magalhães Gomes da Silva, que é capitão da PM, atualmente lotado na Diretoria Geral de Pessoal, chamada de geladeira da PM. A polícia e o MPRJ encontraram sua residência vazia em Vargem Grande.

Leia mais:

Capitão Leo é o principal alvo da operação no Rio para desarticular “narcomilícia”

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!