Operadora de saúde envia hidroxicloroquina para casa dos pacientes com coronavírus

Publicado em 13 julho, 2020 4:12 pm
Prevent Senior. Imagem: Divulgação

De Mariana Desidério no site da Exame.

Apesar das polêmicas envolvendo o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus, médicos da operadora de saúde Prevent Senior continuam a indicar a medicação. Em alguns casos, o paciente é atendido via telemedicina e o remédio é enviado para sua casa antes mesmo da realização de exames que comprovem a existência da doença. Com isso, alguns pacientes têm recebido uma espécie “kit covid” em casa.

Segundo Pedro Batista Junior, diretor-executivo da Prevent Senior, o procedimento se explica pela opção por tratar os pacientes com suspeita de covid-19 nos estágios iniciais da doença. “Toda doença tem uma evolução. Tratar um paciente com pneumonia só no décimo dia de sintomas é diferente de tratar no início. Nós buscamos dar atenção entre o primeiro e o segundo dia de sintomas de covid”, afirma.

Outro fator que leva a operadora a adotar esse procedimento é o perfil do seu público. Com mais de de 400 mil usuários, a operadora é focada no público idoso e tem 112.000 beneficiários com mais de 79 anos.

“Meu paciente é grupo de risco. Nessa faixa etária, os dados da OMS mostram que a covid-19 tem uma mortalidade de 15%. Eu não vou aceitar esperar a doença evoluir”, afirmou em entrevista à EXAME.

Batista afirma que o procedimento de indicar a hidroxicloroquina nos estágios iniciais da doença — definido pela operadora ainda em março — não mudou, mesmo após a divulgação de estudos que questionam a eficácia do remédio no tratamento do novo coronavírus.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!