Padre expulso pelo Papa por estuprar ex-freiras foi elogiado por Eduardo Bolsonaro

Publicado em 22 fevereiro, 2019 11:30 am

Conhecido como padre Rodrigo Maria, Jean Rogers Rodrigo de Souza, de Goiás, foi expulso da Igreja pelo Papa acusado de abusar sexualmente de ex-freiras e ex-noviças.

Em 23 de fevereiro passado, ele foi elogiado por Eduardo Bolsonaro por realizar “denúncias” contra a invasão socialista no clero.

Ordenado sacerdote há dezenove anos, Rodrigo Maria foi citado como abusador por pelo menos 11 mulheres.  Ultraconservador, usando batina e paramentos de antes do Concílio Vaticano II, fundou em Goiás uma comunidade religiosa que chamou de Arca de Maria.

Foi ali que a maioria dos casos de abuso ocorreram.

Fã de Olavo de Carvalho e a favor de armar a população, pediu uma Ave Maria em seu canal do Youtube “para livrar o Brasil do comunismo” e fez campanha para Jair Bolsonaro.

Sangue de Jesus tem poder.

O padre Rodrigo Maria