Pai de chefe do ICMBio no AC tem área irregular dentro de Reserva Chico Mendes

Publicado em 7 dezembro, 2019 10:02 pm
ICMBio. Foto: Divulgação

Do G1:

O G1 teve acesso a uma denúncia registrada no Ministério Público Federal do Acre (MPF-AC), que aponta que o pai do superintendente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no Acre, órgão responsável por fiscalizar e manter a preservação da Reserva Extrativista Chico Mendes, possui uma área comprada irregularmente dentro da área de proteção, em Assis Brasil, no interior do estado.

Wilker Júnior foi nomeado para o órgão em 18 de setembro deste ano e está no posto desde o dia 23 do mesmo mês. Ao G1, ele confirmou que realmente um familiar comprou uma área de terra dentro da Resex, mas não quis confirmar o vínculo.

O MPF confirmou o recebimento da denúncia e disse que as apurações ainda devem ser iniciadas. A denúncia diz que o superintendente tinha conhecimento da situação antes de assumir a função.

“Considerando que esta área foi adquirida pelo seu pai muito antes do mesmo assumir a referida função, é fato que era conhecedor, ingressando no órgão sabendo da situação. Importante destacar que vender, trocar, negociar e arrendar irregularmente colocações ou áreas de terras públicas é crime e pode levar à prisão. No entanto, o servidor resguardou esta informação e hoje tornou-se um agente público omisso, pois, enquanto servidor público deveria agir em detrimento da função e permaneceu calado, sugerindo, inclusive, conflito de interesse”, destaca a denúncia.

(…)