Parlamento boliviano quer julgamento de responsabilidade contra Jeanine Áñez e outros golpistas

Publicado em 29 outubro, 2020 11:38 pm

Do Sputnik News:

Jeanine Añez durante entrevista coletiva no Congresso, em La Paz, na segunda-feira (11)

O Parlamento da Bolívia pediu hoje (29) um julgamento de responsabilidade contra a presidente interina Jeanine Áñez e a abertura de processos contra diversos ministros, chefes militares e policiais, por genocídio e outros crimes.

Mais de dois terços dos integrantes da Assembleia Plurinacional decidiram adotar a resolução que pede o julgamento da presidente interina, após a aprovação de um extenso relatório de uma comissão parlamentar que investigou nos últimos sete meses a morte de pelo menos 26 manifestantes que, em novembro de 2019, pediam a saída de Áñez e o retorno do governo de Evo Morales.

O Parlamento recomenda à “Procuradoria Geral do Estado (…) iniciar um julgamento de responsabilidade contra Jeanine Áñez Chávez, presidente interina do Estado Plurinacional da Bolívia, pelo cometimento de atos ilícitos identificados”, diz a resolução aprovada pelo órgão legislativo, segundo o jornal boliviano Página Siete.

Esta foi a última decisão aprovada pelo Parlamento, que é controlado pelo Movimento ao Socialismo (MAS), que conclui seus trabalhos para dar lugar à nova Assembleia escolhida nas eleições gerais de 18 de outubro, que resultou na vitória do MAS e de seu candidato presidencial Luis Arce, cuja posse está marcada para 8 de novembro.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!