Pastor é acusado de proibir fiel de usar máscara durante o culto

Publicado em 9 junho, 2021 10:31 pm
Aglomerações causadas por celebrações religiosas foram apontadas como origem de surtos de covid em diversos países

Nesta segunda-feira (07), o pastor de uma igreja na Vila Guarani, em Paranaguá, foi encaminhado à delegacia acusado de proibir uma fiel de participar de um culto religioso.

Ele disse que recebeu a orientação de Deus. Ela conta que foi impedida de entrar na igreja por estar usando máscara. O pastor disse que ela só poderia frequentar a igreja se estivesse sem máscara.

Ela se recusou a tirar a máscara e foi impedida de entrar. Ela então chamou a Polícia Militar. Os policiais constataram que havia cerca de 50 pessoas sem máscara dentro da igreja. Além disso, já passavam das 20h, início do toque de recolher em todo o Paraná.

O pastor teria confirmado aos policiais a proibição de uso de máscara e dito que estava atendendo um pedido de Deus.

O pastor foi detido e encaminhado para depor na Delegacia da Polícia Civil (1ª SDP).

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!