Paulo Guedes venceu: com o fim da aposentadoria a previsão dos bancos é captar 4 milhões de novos clientes em 5 anos

Publicado em 11 agosto, 2019 2:19 pm
O economista Paulo Guedes

Reportagem de Rennan Setti e João Sorima Neto no Globo informa que a reforma da Previdência, que foi aprovada na Câmara na última semana e deve ter o aval do Senado nos próximos meses, despertará nos brasileiros a necessidade de poupar para o futuro por conta própria.

De acordo com a publicação, estimativas da consultoria especializada Mercer indicam que a mudança nas regras de aposentadoria levará, em cinco anos, a um aumento de 25% no número de pessoas que investem em previdência complementar, saltando de 16 milhões para 20 milhões, contabilizando planos abertos e fechados, como os de fundos de pensão de estatais e do setor público. O volume de recursos investidos nos planos abertos deve saltar 17% entre 2019 e 2020, batendo R$ 1 trilhão, segundo projeção do Santander.

A reforma fixou a idade mínima de 65 anos (homem) e 62 (mulher) para se aposentar e exigirá tempo maior de contribuição para que não haja redução no valor da aposentadoria, além de criar novas regras para o cálculo do benefício pelo INSS. Outros fatores favorecem o crescimento do mercado de previdência privada: a queda dos juros básicos da economia e a crescente competição entre gestores, fintechs, bancos e seguradoras. Com a mudança de cenário, as instituições reduzem taxas, oferecem fundos mais agressivos e investem em tecnologia para capturar um novo público, completa o Jornal O Globo.