Polícia investiga se fuzis de Ronnie Lessa, preso no caso Marielle, têm a mesma origem que os do ‘Senhor das Armas’

Publicado em 16 março, 2019 12:52 pm
Montagem mostra semelhança em armamento apreendido de Lessa (E) e de Barbieri, apreendido em 2017 no Galeão — Foto: Polícia Civil

De Patricia Teixeira no G1 Rio.

A polícia identificou que parte dos fuzis de Ronnie Lessa apreendidos na última terça-feira (12) tem semelhança com um dos 60 fuzis de Frederick Barbieri apreendidos no Aeroporto do Galeão em junho de 2017. Trata-se de armamentos falsificados com a inscrição HK.

“Um dos fuzis apreendidos do Barbieri é similar a alguns que foram apreendidos com o Alexandre. Dessa forma, a gente consegue saber se é o mesmo fornecedor ou não. Esse fuzil HK é um similar indevido da marca HK, uma falsificação, sem autorização para uso, assim como os encontrados na casa do Alexandre, uma plataforma M16 com uso indevido da marca”, explicou o delegado Marcus Amim, titular da da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

Barbieri é conhecido como o ‘Senhor das Armas’, ele foi responsável pelo envio de 60 fuzis que foram apreendidos no Aeroporto Internacional do Rio em 2017. As armas estavam dentro de aquecedores de piscina em contêineres vindos de Miami. Já Ronnie Lessa se declarou dono dos 117 fuzis M16 apreendidos na casa de Alexandre Souza, amigo do suspeito de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Apenas com a semelhança do material não é possível identificar, segundo a polícia, se Lessa e Barbieri estão envolvidos no mesmo esquema de tráfico de armas, entretanto, pela semelhança, é possível identificar a origem desses armamentos.

(…)