Policial que apontou fuzil para jovem em protesto no Rio vai responder administrativamente

Publicado em 1 junho, 2020 9:04 am

Do UOL:

O policial militar que apontou um fuzil para o rosto de um manifestante desarmado, na tarde deste domingo, vai responder “administrativamente por ter ferido o protocolo interno”, informou a Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, por meio da assessoria de imprensa.

O episódio ocorreu no bairro de Laranjeiras, em frente ao Palácio Guanabara, sede do governo do Estado, na zona sul carioca.

O manifestante participava de um protesto contra o racismo no Brasil, na mesma linha do que acontece nos últimos dias nos Estados Unidos. No Rio, os participantes pediam o fim da morte de jovens negros nas favelas – como a do menino João Pedro, de 14 anos, morto neste mês durante operação policial no Complexo do Salgueiro, no município de São Gonçalo. Ele estava dentro de casa quando foi atingido.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!