Por causa das eleições, Moro adia interrogatório de Lula no caso do sítio de Atibaia para novembro

Publicado em 15 agosto, 2018 1:13 pm
Moro

Do UOL

O juiz federal Sergio Moro passou de setembro para novembro o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no processo do sítio de Atibaia. Moro alegou que a data inicial, 11 de setembro, coincide com o período de campanha eleitoral. Lula, agora, encontrará o juiz em 14 de novembro.

Apesar de inelegível pela condenação no processo do tríplex –confirmada pela segunda instância–, Lula deve registrar nesta quarta (15) sua candidatura ao Planalto. “A fim de evitar a exploração eleitoral dos interrogatórios, seja qual for a perspectiva, reputo oportuno redesignar as audiências”, diz o juiz.

Moro diz que “um dos acusados foi condenado por corrupção e lavagem” e “encontra-se preso por ordem do Egrégio Tribunal Regional Federal da 4ª Região, tendo a medida sido mantida pelos Tribunais Superiores”. “Apesar disso, o acusado apresenta-se como candidato à Presidência da República”.

O magistrado também alegou que está com diversas ações penais “com acusados presos preventivamente e que ainda não foram julgadas”. Ele diz que a mudança nas datas “permitirá que o Juízo foque esforços nessas ações que, por lei, têm preferência na tramitação”.

(…)