Presidente de Israel responde Bolsonaro por frase imbecil sobre o Holocausto: “Nem perdoar, nem esquecer”

Publicado em 13 abril, 2019 5:17 pm
Reuven Rivlin, presidente de Israel

Reuven Rivlin é presidente de Israel desde 2014.

Ele foi ao Twitter protestar contra a frase ignóbil de Jair Bolsonaro segundo a qual “podemos perdoar o Holocausto, mas não esquecer”.

O que Amalek [antiga nação bíblica, primeira a atacar os hebreus após o Êxodo do Egito] fez para nós está inscrito em nossa memória, a memória de um povo antigo. Nós sempre nos oporemos àqueles que negam a verdade ou àqueles que desejam eliminar nossa memória – não indivíduos ou grupos, nem líderes partidários ou primeiros-ministros. Nós nunca vamos perdoar e nem esquecer.

O povo judeu sempre lutará contra o antissemitismo e a xenofobia. Os líderes políticos são responsáveis por moldar o futuro. Historiadores descrevem o passado e pesquisam o que aconteceu. Nenhum deve entrar no território do outro.