Presidente filipino recomenda a militares que atirem na vagina das mulheres que fazem oposição

Postado em 13 de fevereiro de 2018 às 4:25 pm
Trump é amigo do presidente filipino

De Sputinik Brasil

O presidente filipino Rodrigo Duterte disse aos soldados do país para atacar militantes mulheres com um tiro em suas vaginas, provocando críticas severas entre movimentos feministas e organizações de direitos humanos.

“Se não houver vagina, seria inútil”, acrescentou, implicando que as mulheres não seriam úteis sem a sua genitália.

De acordo com Duterte, os soldados devem agir assim para combater a ameaça da oposição feminina.

O texto completo do discurso, traduzido para o inglês, foi publicado no site de relações públicas do presidente. No entanto, a palavra referente aos órgãos genitais femininos não foi explicitamente mencionada no texto oficial e substituída por asteriscos.

.x.x.x.

A mensagem de Rodrigo Duterte aos militares:

“Diga aos soldados. Há uma nova ordem que vem do prefeito. Nós não vamos matá-las, vamos atirar em suas vagina”, ele disse durante seu discurso no Hall dos Heróis do Museu Presidencial em Quezon City na semana passada.”

x