Procuradoria recorre contra Bolsonaro liberar igrejas em pandemia de coronavírus

Publicado em 2 abril, 2020 4:01 pm
O presidente da República, Jair Bolsonaro, durante reunião no Palácio do Planalto. Foto: Marcos Côrrea / Presidência da República

De Luiz Vassallo no Blog de Fausto Macedo no Estado de S.Paulo.

A Procuradoria Regional da República da 2ª Região apresentou recurso contra a medida do governo Jair Bolsonaro que liberou igrejas da quarentena do coronavírus. Inicialmente, a Justiça Federal em Duque de Caxias acolheu ação civil pública do Ministério Público Federal e suspendeu o ato do Planalto, que inseriu os templos religiosos e casas lotéricas entre serviços essenciais. A liminar, no entanto, foi derrubada em decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Reis Friede, que acolheu recurso da Advocacia-Geral da União.

No recurso, a Procuradoria pede somente que as casas lotéricas que são braços bancários da Caixa, proibindo transações de jogo e apostas e observando distanciamento mínimo entre as pessoas pelas normas do Ministério da Saúde

Em sua decisão, o desembargador afirmou que ‘nas localidades desassistidas de rede bancária, onde apenas existe unidade lotérica, os beneficiários de prestações sociais terão que viajar para outras cidades que possuam rede bancária regular, acarretando indesejável incremento do fluxo intermunicipal de pessoas’.

“Sendo assim, descabe ao Poder Judiciário se intrometer em considerações de ordem política, uma vez que seu compromisso é exclusivamente com a técnica, com a correta interpretação das leis, sejam substantivas ou processuais, e com o respeito à Lei Maior”, escreveu.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!