Produtos mais consumidos na pandemia, como arroz e feijão, subiram em média 8,5% em setembro

Publicado em 30 setembro, 2020 7:11 am
(Foto: Divulgação)

Da FOLHA:

Por Painel

Os produtos mais consumidos na pandemia ficaram 8,5% mais caros em setembro, quando comparados com o mesmo mês de 2019, segundo levantamento da Fecomercio-SP.

Na cesta pesquisada, a maior variação nos preços dos produtos mais vendidos apareceu nos itens de alimentação e bebida (15,7%), seguidos por produtos para casa (6,7%) e saúde e cuidados pessoais (3,3%).

Nos alimentos, o feijão carioca teve a maior alta em setembro, de 45%. Nos itens para casa, o preço do detergente foi o que mais subiu (9,8%). O papel higiênico também foi destaque (7,45%).

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!