Secretário do Conselho Indigenista Missionário diz que Bolsonaro quer “botar fogo” na Amazônia

Publicado em 30 novembro, 2020 11:01 pm

Do Sputnik News:

Jair Bolsonaro e Ricardo Salles no Ministério do Meio Ambiente | Marcos Corrêa/PR/09.07.2019

Em meio aos persistentes relatos de degradação na floresta amazônica, especialistas denunciam a negligência do governo brasileiro na área e também uma campanha de desinformação que estaria sendo promovida pelo próprio chefe de Estado.

No último domingo (29), em meio ao segundo turno das eleições municipais no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro voltou a culpar indígenas e caboclos e também fogueiras de São João pelos altos registros de queimadas na região da Amazônia.

(…) De acordo com Antonio Eduardo Cerqueira de Oliveira, secretário-executivo do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), os próprios órgãos de segurança do governo já constataram que os incêndios são provocados principalmente por agropecuaristas, madeireiros, garimpeiros e outros grupos que exploram a floresta amazônica, não tendo “nada a ver” com os povos indígenas.

(…) O secretário-executivo do Cimi acredita que, em vez dos indígenas, é Bolsonaro que está interessado em “botar fogo” na Amazônia, conforme evidenciam as medidas adotadas ao longo da atual gestão, como a flexibilização das normas de exportação de madeira e da aplicação de multas por crimes ambientais.

“O presidente da República quer o contrário, ele quer botar fogo. E ele utiliza, muitas vezes, os artifícios para tirar de foco os verdadeiros problemas que o seu governo tem causado”, opina. “Portanto, o presidente Jair Bolsonaro, quando fala esse tipo de mentira, ele está querendo tirar o verdadeiro foco do problema, que é a sua irresponsabilidade no trato da questão ambiental e no trato com a vida e o bem estar de toda a população brasileira.”

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!