Tifanny tenta barrar projeto que limita atuação de transgêneros no vôlei em SP

Publicado em 14 outubro, 2019 12:34 pm

Da Folha:

Aos 34 anos e com a consciência de que não terá mais um longo tempo de carreira pela frente, Tifanny Abreu, a primeira jogadora transexual na Superliga feminina de vôlei, divide suas atenções entre as quadras e a plenária da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Na última terça (8), a atleta trocou o tênis pelo sapato, vestiu roupa social e foi para a Casa. Ela é uma das pessoas que tentam barrar o projeto de lei que limita a atuação de transgêneros no esporte paulista.

A proposta do deputado Altair Moraes (Republicanos) estabelece que o sexo biológico seja o único critério para definir se um atleta deve competir na categoria feminina ou masculina. Se aprovada, determinará que mulheres trans só poderão competir entre homens, e homens trans, entre mulheres.

(…)