Trump se reuniu com assessores na Casa Branca pouco depois dos ataques do Irã

Publicado em 7 janeiro, 2020 11:10 pm
PRESIDENTE DOS EUA, DONALD TRUMP (FOTO: AFP)

Do Estadão:

A cúpula de assessores mais próximos ao presidente Donald Trump, que inclui o vice-presidente Mike Pence, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, se reuniu na Casa Branca nesta noite, pouco mais de uma hora depois da confirmação de que ao menos 12 mísseis atingiram bases militares no Iraque. A ação no Iraque é vista como a primeira retaliação do governo iraniano ao ataque que matou o general Qassum Suleimani.

Trump foi informado sobre a situação e a Casa Branca cogitou que o presidente dos EUA fizesse um pronunciamento ainda nesta noite, o que não deve acontecer. Além de Pence e Pompeo, Trump contou também com os informes do secretário de Defesa, Mark Esper.

O clima em Washington virou desde a confirmação dos ataques. No início da tarde, o governo americano parecia mais preocupado em contornar a pressão interna para que apresentasse evidências de que Soleimani representava uma ameaça de ataque iminente, justificativa usada para ordenar o ataque que matou o general iraniano. Horas depois de Trump e Pompeo terem reforçado, em pronunciamentos públicos, que veem a ação que matou o militar iraniano como uma estratégia correta, os 12 mísseis atingiram bases militares americana no Iraque.

Os EUA também enviaram durante a manhã e tarde alguns para diminuir a tensão. Apesar do enaltecimento ao ataque que matou Suleimani, o governo americano voltou atrás na possibilidade assumida por Trump de atacar áreas de patrimônio cultural iraniano e Esper afirmou que os EUA não buscavam iniciar uma guerra com o Irã.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!