VÍDEO: “Estava errado desde o início”, diz Felipe Neto sobre discurso de ódio contra Lula e Dilma

Publicado em 21 abril, 2021 9:32 pm
Lula e Felipe Neto. Foto: Ricardo Stuckert/Reprodução/YouTube

Em entrevista ao Grupo Prerrogativas (Prerrô) nesta quarta-feira (21), retransmitida pelo DCM, o youtuber Felipe Neto fez uma forte autocrítica sobre suas posições antigas em relação aos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff e ao PT.

Segundo ele, seu preconceito e antipetismo o levaram a embarcar na narrativa fantasiosa de que Lula, Dilma e o PT eram os grandes responsáveis por todos os problemas que vivia o país anos atrás.

“Difícil encontrar alguém que foi mais anti-Lula do que eu. Eu fui criado em uma família onde o antipetismo foi criado antes do antipetismo. Nem existia antipetismo e minha família já odiava o PT. E eu cresci com aquela raiva entranhada dentro de mim, ‘o Lula é a personificação do satanás’. Era uma coisa muito violenta dentro de mim e era uma certeza, uma convicção plena de que o Lula e a Dilma eram verdadeiros conspiradores do mal. Como toda convicção não embasada, a gente leva muito tempo para conseguir destruir isso dentro da gente. É a base do que significa o preconceito, e a gente destruir preconceitos dentro da gente é muito difícil”, disse.

O youtuber contou que, ao se informar de forma mais profunda sobre os processos movidos pela Lava Jato contra Lula, que culminaram em uma prisão política que durou 580 dias, percebeu que estava errado.

“Por sorte eu sou uma pessoa que gosta muito de ler e eu resolvi me inteirar sobre esse, que eu considerava, ‘bandido do Lula. Vou ver o que é essa palhaçada então’. Só que isso foi muito recentemente. Eu comprei o discurso todo porque era fácil comprar, era simples a gente encontrar o culpado para a situação estar uma bosta. Quando a gente repensa bate uma ‘bad’. Sabe quando você pensa assim: ‘cara, eu estava totalmente errado desde o início’. Aí você não pode ter o orgulho de querer se manter a todo custo contra aquela pessoa que você já viu que não é bem assim. E aí vai um exercício de humildade, você chegar e falar: ‘eu errei’. Isso dói, dói, dói no ego, na vaidade, na nossa inteligência”, concluiu.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!