VÍDEO – “Guardiões do Crivella”: Prefeito paga servidores públicos para impedir denúncias de saúde

Publicado em 31 agosto, 2020 7:45 pm

Segundo reportagem do RJ2, telejornal local da Globo, o prefeito Marcelo Crivella paga servidores públicos para espantar jornalistas.

Os “Guardiões do Crivella” trabalham para impedir repórteres de fazer denúncias de Saúde.

Segundo o jornal, há pelo menos dois grupos de WhatsApp: “Assessoria Especial GBP” (gabinete do prefeito) e “Plantão”, nos quais organizam plantões e escalas na porta de hospitais.

O próprio prefeito integra um desses grupos e “acompanha os relatórios”, segundo um dos membros, e os guardiões têm de mandar selfies do hospital em que estão.

O jornal identificou pelo menos 4 servidores:

  • José Roberto Vicente Adeliano, que recebe R$3.229,89 e é funcionário desde novembro de 2018;
  • Ricardo Barbosa de Miranda, que recebe R$3.422,09 e é funcionário desde junho de 2018;
  • Marcelo Dias Ferreira, que recebe R$2.788,40 e é funcionário desde setembro de 2018;
  • Luiz Carlos Joaquim da Silva, que recebe R$4.195,56 e é funcionário desde dezembro de 2019.

Segundo um deles, o esquema é uma “missão” antiga que funciona há mais de 8 meses e foi intensificada durante a pandemia.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!