Zambelli usa ilegalmente música de Tom Zé e Wisnik e artistas reagem

Publicado em 25 julho, 2020 4:18 pm

Do Globo:

Zambelli mostrando o suposto apoio de Bolsonaro no Norte e Nordeste

Um vídeo de exaltação ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) produzido e divulgado pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) pode virar alvo de ação na Judiciário. Isso por causa do uso sem autorização da música “Xiquexique”, composta em 1997 pelos compositores Tom Zé e José Miguel Wisnik como parte de trilha sonora de espetáculo “Parabelo”, do Grupo Corpo, companhia de dança mineira.

O vídeo — que na manhã deste sábado acumulava 343 mil visualizações nas redes sociais da deputada — tem a duração de um minuto e traz imagens de outdoors com mensagens de apoio a Bolsonaro, supostamente registradas em cidades das regiões Norte e Nordeste do país, sugerindo a força do presidente na área. Ele é parte de uma estratégia em curso nas últimas semanas em diversos canais bolsonaristas, para tentar reforçar a presença do político nas regiões.

— Quero manifestar meu repúdio a esse uso não autorizado e totalmente revoltante desta composição do “Parabelo”. Não tenho nada a ver com essa campanha política e não aceito que a música da qual fiz parte seja usada para este fim — disse o compositor José Miguel Wisnik ao ser informado sobre a existência do vídeo.

(…) — É uma música que exalta a cultura popular nordestina, para cima. Mas ela é nossa, de quem a fez com este fim. Essa alegria não está a disposição para uso político e, já, eleitoral. Farei o que estiver ao meu alcance para impedir que este uso continue e para que arquem com devidas consequências — completou o músico.

(…)

x.x.x

Veja o vídeo:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!